Como a crise econômica está afetando o mercado musical no Brasil

Na última semana, um dos leitores me fez a seguinte pergunta:

“Você acredita que a crise econômica afetou o meio artístico?

E na hora de responder, vi que o texto ficou tão longo, que decidi trazê-lo aqui para o site (não sou muito adepto aos textões no Facebook)

Quanto à resposta: SIM, afeta. Assista ao vídeo abaixo para saber mais:

Que a crise existe e está afetando quase todos os setores da economia, isso não dá pra negar. Mas, em alguns casos, como o mercado musical, por exemplo, ela vem trazendo alguns benefícios ao público.

“Como assim, Lucas?”

Sim, é verdade. Vejamos por quê:

A crise tira pessoas e empresas da zona de conforto e faz com que gravadoras e escritórios artísticos comecem a inovar e agradar um público que, agora, não tem tanto dinheiro para gastar com entretenimento. Primeiro as necessidades básicas, depois a diversão.

O que está sendo feito para manter a renda do mercado musical sempre alta?

Note que muitas gravadoras e escritórios grandes estão adotando estratégias para manter a receita alta (como sempre foi). Uma delas é reunir artistas populares de um mesmo segmento para gravarem projetos paralelos em conjunto.

Por exemplo:

  • Gigantes do Samba (Raça Negra e Alexandre Pires);
  • Seu Jorge e Ana Carolina (que agora estão de volta);
  • Cabaré com Eduardo Costa e Leonardo;
  • Bruno e Marrone e Chitãozinho e Xororó (Gravando um DVD juntos);
  • O crescimento de festivais onde vários artistas se apresentam no mesmo dia.

Isso garante uma estabilidade nas vendas de discos e DVDs e na contratação de shows (leve 2 e pague 1).

Repare também no crescimento de eventos onde vários artistas se apresentam no mesmo dia, como Villa Mix, dentre outros festivais. Isso é mais lucrativo para o público que agora, com apenas um ingresso, vê várias apresentações diferentes e de certa forma compensa para o artista que mantém sua rotina de shows e seu cachê sempre ali.

O que eu quero que você perceba é:

A crise está aí sim, mas a saída é fazer a sua parte, ser criativo e não ter medo de trabalhar pelos seus sonhos.

Só não me venha com a desculpa de que você não vai dar certo por causa da CRISE. Enquanto você talvez esteja aí se lamentando, outros estão encontrando ótimas soluções para continuar fazendo sucesso e ganhando dinheiro.

Fica a dica.

4 Comentários


  1. Realmente, esse é um método bem eficaz pra amenizar os efeitos da crise e ao mesmo tempo trazer de volta alguns artistas que que estão afastados da mídia.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.