Como fazer Campanhas de Financiamento Coletivo: O guia completo e definitivo

Como fazer Financiamento Coletivo

Um método que precisa ser mais explorado por músicos e artistas independentes, é o financiamento coletivo. Com essa ferramenta, você pode arrecadar fundos para a realização de um projeto com a ajuda de seus próprios fãs, seja a gravação de um CD, DVD ou videoclipe.

Imagine conseguir o dinheiro suficiente para gravar um novo CD sem precisar tirar das próprias economias, vender seu carro, pedir empréstimos ou passar sufoco. E o que é melhor: você pode oferecer seu disco para seus fãs sem que ele ao menos esteja gravado. Você vende até conseguir certa quantia, grava e entrega pra seus fãs.

Tudo isso parece bom demais pra ser verdade, mas é real. Continue lendo este artigo até o final para você aprender passo a passo como criar uma campanha de financiamento coletivo que dê resultados:

Você vai aprender:

  • O que é crowdfunding;
  • Como funciona as campanhas de financiamento coletivo;
  • Os melhores sites de crowdfunding do Brasil;
  • Tipos de campanha;
  • Os fatores decisivos para o sucesso de sua campanha.

O que é Crowdfunding (Financiamento Coletivo)

Antes de mais nada, caso você não saiba, as palavras crowdfunding e financiamento coletivo querem dizer a mesma coisa. O crowdfunding, em tradução pra o português, quer dizer “financiamento por multidão” e é uma revolução em questão de financiamento de projetos independentes.

Vale lembrar que essas campanhas não servem apenas pra músicos e artistas que precisam produzir algo novo. Na verdade, a maior parte das campanhas diz respeito à preservação do meio ambiente, cuidado com animais e pesquisas científicas.

Só agora, aos poucos, os artistas estão vendo no crowdfunding um meio de continuar produzindo e trabalhando sem o contrato de uma grande gravadora ou o dinheiro de um empresário.

Como Funciona o Financiamento Coletivo?

Primeiro, o artista elabora o projeto e o orçamento de quanto irá precisar para financiá-lo. Em seguida, escolhe a plataforma (um site) de financiamento coletivo que achar melhor. Segue abaixo uma lista de alguns dos maiores sites de crowdfunding. Eu particularmente prefiro o Kickante ou o Catarse.

Ao escolher o site e criar a conta, o artista precisa criar sua campanha com uma data de término pré-definida. Ao criar, você pode setar valores pré-definidos para doações (R$ 25, R$ 30, R$ 100…) e, para cada valor de doação, um tipo de presente ou recompensa pode ser oferecida ao financiador.

Dica importante: Estas recompensas precisam ser generosas, porém realistas. Coloque no orçamento o custo de todas elas e garanta que todas as promessas sejam cumpridas.

Acesse as plataformas e navegue por outras campanhas, veja e analise o máximo de campanhas que puder para conhecer melhor como funciona antes de criar a sua.

Depois de tudo criado e configurado, o artista precisa divulgar o link da página da campanha durante o período em que ela estiver no ar. Nesta etapa, utilize tudo que aprenderá daqui a pouco sobre como “Divulgar”.

Caso você consiga o valor estimado ao termino da campanha, sua campanha foi bem sucedida.

A maioria das plataformas de crowdfunding cobra uma porcentagem de pouco mais de 10% deste valor e repassa o restante pra o artista. Caso você não consiga o valor estimado ao termino da campanha, você tem duas opções:

Tipo 1 – Campanhas Tudo ou Nada

Se você escolheu uma campanha tudo ou nada, a plataforma reembolsa o valor da doação aos doadores e você fica sem nada.

Tipo 2 – Campanha Flexível

Se você escolheu uma campanha flexível, a plataforma cobra uma porcentagem maior (geralmente mais de 15%) e repassa o restante para o artista. Algumas plataformas como o Kikante, possuem estas opções de campanhas tudo ou nada e flexíveis.

6 Fatores Decisivos Para o Sucesso de Sua Campanha de Financiamento Coletivo

Uma campanha bem sucedida de financiamento coletivo requer muito esforço e cuidado. É muito frustrante trabalhar em uma campanha cujo sucesso ou o fracasso estão muito próximos. Mas para realizar uma campanha com mais chances de dar certo você precisa prestar atenção nos seguintes pontos:

#1 – Motivo da campanha

Uma campanha de financiamento coletivo é movida pelas palavras solidariedade, reciprocidade e humildade. Portanto, antes de começar, tenha em mente que você irá precisar da ajuda destas pessoas, então seja humilde, fale a verdade e seja generoso.

Não adianta explicar muitos termos técnicos sobre os custos ou como você irá fazer o projeto.

Para conseguir o apoio dos seus fãs e de seus futuros fãs, você precisa de uma história que conecte o lado emocional do seu público. Utilize os gatilhos mentais de história, prova, reciprocidade e simplicidade. Fale com paixão sobre seu projeto, tenha carisma, conquiste e seduza as pessoas a participarem de uma causa que é grande.

#2 – Título da campanha

Depois de ter bem definido a história e o motivo da campanha que toque o lado emocional do seu público, você irá precisar de um título que transpareça tudo (ou quase tudo) do que sua campanha se trata. Ele precisa ir direto ao ponto, explicando em poucas palavras qual é o seu objetivo e também convencer e convidar o leitor a clicar.

#3 – Vídeo promocional

Em praticamente todas as plataformas é possível inserir um vídeo na página da campanha onde você pode falar sobre seu projeto e literalmente “vender o seu peixe”.

Um vídeo promocional bem feito, com todas as estratégias que já vimos por aqui, já é meio caminho andado pra o sucesso da campanha.

Como disse, não perca tempo falando sobre termos técnicos. Conte sua história e por que seu publico deve colaborar. Caso você consiga fazer uma conexão emocional e utilizar os gatilhos (principalmente o de história e pertencimento) de forma efetiva, seu vídeo estará perfeito.

Dica importante: Antes de gravar o seu vídeo promocional, veja outros vídeos de outras campanhas (o máximo que puder). Isso lhe dará um feeling maior na hora de fazer seu próprio vídeo.

#4 – Recompensas

Outro fator crítico pra o sucesso de sua campanha de crowdfunding são as recompensas. Na maioria das campanhas, o artista determina valores para doações e, para cada valor, uma espécie de recompensa ou benefício é oferecida ao colaborador.

Quanto menor o preço, mais modesta é a recompensa e, quanto maior o preço, mais gorda ela é.

Para oferecer boas recompensas em sua campanha, você deve conhecer o que andam oferecendo por aí. Visite outras campanhas e veja como são feitas estas ofertas. Em seguida, comece a pensar no que você pode oferecer.

É importante usar o bom senso na hora de oferecer certas recompensas. Elas precisam ser irresistíveis e valerem mais que a doação, mas, principalmente, precisam ser possíveis de se entregar.

#5 – Meta

O objetivo principal de uma campanha de arrecadação de fundos é: arrecadar fundos, claro. Mas pra começar é necessário saber quanto você irá precisar arrecadar.

O ideal é fazer o orçamento do seu projeto economizando no que for possível, menos na qualidade do produto final. Não coloque uma meta muito alta que ultrapasse a quantidade de dinheiro que você precisa.

No orçamento, coloque também a porcentagem da plataforma e os custos de divulgação da campanha, além, é claro, do valor necessário pra o projeto.

É importante ter a lista de orçamento na própria descrição da campanha, com tudo o que será necessário pra a realização do projeto, juntamente com o preço para que seus colaboradores saibam o por que você precisa da quantia total.

#6 – Divulgação

Tão importante quanto a campanha em si, é a divulgação. Sem ela você não conseguirá o número suficiente de colaborações em dinheiro.

O primeiro passo é divulgar pra seus familiares e amigos. Dependendo do número de pessoas que você conhece, você já terá algumas doações pra começar.

Ao criar sua campanha, você terá um link para a página dela, onde estarão todas as informações e botão pra colaborar.

Saiba que, durante a campanha, seu site será a página da campanha, então espalhe este link por todas as suas redes sociais.

Em seus vídeos no YouTube, fale da campanha e deixe o link na descrição (o YouTube permite links pra crowdfunding dentro do próprio vídeo).

Até mesmo nas suas apresentações ao vivo, fale com seu público sobre a campanha e fale o link ou, se preferir, faça cartões de visita com o link da campanha e distribua pra a platéia.

Faça um bom texto de e-mail e envie pra sua lista de fãs. Divulgue diariamente no Facebook (em todas as suas fotos deixe o link pra a campanha).

E lembre-se: as pessoas não doam por caridade. Elas doam porque acreditam na sua proposta e se sentem tocadas pelo seu sonho.

Score
Data de revisão
Nome do item
Financiamento Coletivo
Autor
51star1star1star1star1star

4 Comentários


  1. Olá, Lucas!
    Não sou cantor. Mas escrevo poemas e letras, e compus músicas, mesmo sem tocar nenhum instrumento nem ter estudado música.
    Acho muito bonito ser compositor musical.
    Já pensei em gravar minhas próprias músicas, mesmo sem voz boa para isto, pois componho como amador e anonimamente, e não encontraria quem quisesse gravar minhas músicas.
    Não faço parte do meio musical.
    Também nunca quis ser famoso e me apresentar em público.
    Se eu gravasse um disco, seria por não encontrar quem gravasse as composições.
    Na poesia, até que já sou um pouco conhecido, graças ao Facebook, onde tenho duas páginas onde publico meus poemas, a página Poesia e a página Poesia Em Prosa E Versos.
    Penso em criar outra página para mostrar minhas letras, já musicadas ou ainda não musicadas.
    Você deve saber como os compositores desconhecidos podem conseguir sua oportunidade.
    Enviei um dia desses uma letra para música caipira para o email da produtora da cantora Paula Fernandes, a qual tem o título A Vida no Matão.
    Não sei se a Paula Fernandes ainda aceita composições de compositores desconhecidos.
    Li em seu site esta notícia de alguns anos atrás e decidi arriscar-me a enviar a letra.
    Você sabe se a Paula ainda faz esta parceria?
    Parabéns pelo seu trabalho pela música!

    Responder

    1. Acho que ainda fazem sim. Dá só uma olhada no site da Paula ou no site do escritório dela. Lá você deve encontrar o email pra onde você pode enviar a sua composição.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.